surtohype.com

Just another WordPress weblog

Da natureza imut?vel

By admin • Nov 22nd, 2003 • Category: contos

conto_naturezaimutavel.jpgRemo?a, chorava e sofria: qual seria a melhor maneira para se desprezar algu?m? Talvez, querer fazer sexo enquanto outro simplesmente ignora a minha exist?ncia. Ou vice versa. Seria fingir orgasmo s? para terminar logo?


conto_naturezaimutavel.jpgRemo?a, chorava e sofria: qual seria a melhor maneira para se desprezar algu?m? Talvez, querer fazer sexo enquanto outro simplesmente ignora a minha exist?ncia. Ou vice versa. Seria fingir orgasmo s? para terminar logo? Ou gozar rapidamente, n?o respeitando o timming alheio, para que igualmente termine logo? Seria n?o abrir a boca durante o beijo? Ou abr?-la demais afugentando o cara? Qual a melhor forma de demonstrar bem blas?, o meu desprezo por voc??

Mais uma vez confabulando, pirando e perdendo o controle.

Naquele momento, era raiva que sentia por ele. O que a matava era o emaranhado paradoxo em que se metia por causa dele. Contava os dias em que n?o se viam, como tamb?m contava os dias que faltavam para v?-lo. Odiava-o tanto que gritava consigo mesma enquanto olhava-se no espelho. Repetia que n?o ligaria mais, que n?o atenderia seus telefonemas e recusaria todos os convites. Ela queria neg?-lo bem no ?ltimo instante, como diria Cazuza.

Mas esquecia o qu?o ingrata ? a vida, esquecia que o cora??o trai, e esquecia principalmente que tinha uma ess?ncia ordin?ria e inconsequente. Ent?o, tudo ia ?gua abaixo quando ouvia a voz dele, quando olhava nos olhos dele, quando beijava a boca dele e quando se deixava possuir completamente, por ele.

Compreendamos: a vida ? assim mesmo. N?o achamos gra?a do ?bvio, do f?cil, do perfeito e do belo. Buscamos imperfei??es. Buscamos aqueles que nos coloquem de encontro a n?s mesmos. Buscamos quem nos torne vulner?veis, que fa?a pulsar o sangue de nossas veias e nos incite a cometer insanidades.

No fundo, ela possui natureza para ser desprezada e n?o para desprezar. E ? in?til brigar contra nossa pr?pria natureza. E parece que somente agora, ela come?a a perceber.

Por Ginger

admin is
Email this author | All posts by admin

Comments are closed.